4 Sacadas de Blockchain para os Grandes Desafios Mundiais

blockchain_blog.png

Por Joseph Sellwood

Uma coisa as pessoas têm que concordar quando se trata de blockchain: é difícil entender do que se trata.

Em termos mais simples, blockchain consiste em registros digitais com certificação de data, link e criptografia para que não possam ser modificados sem conhecimento e aprovação de todos os que forneceram os dados. Em sistemas de blockchain, novos dados podem ser adicionados desde que estejam de acordo com um protocolo pré-definido e que pode ser verificado por outros na cadeia. 

Desta forma, a cadeia é gerenciada pelos próprios envolvidos, sem a necessidade de um terceiro verificar as mudanças. É um livro aberto para todos os atores da rede.

Para a sustentabilidade, a tecnologia blockchain pode significar uma mudança no jogo. Ela pode gerar confiança onde não existe, empoderar cidadãos e evitar autoridades centrais. Além disso, pode tornar as instituições obsoletas - incluindo o governo - e levantar uma forte frente de oposição. Imagine leis sendo substituídas por “contratos inteligentes” escritos em códigos de computadores.

Como Blockchain pode fornecer soluções?

Prova de Registro

A tecnologia blockchain consegue assegurar que determinada informação – um dado, documento, transação, certificado, evento ou identidade – existia em um momento específico. Se uma informação puder ser atribuída a um método de identificação digital exclusivo, como um código de barras, ela poderá ser considerada e adicionada à rede.

Contratos Inteligentes

Sistemas blockchain podem garantir que um evento planejado de fato aconteça. Por exemplo, uma fatura pode ser paga automaticamente quando uma remessa chegar. Ao elaborar esses contratos inteligentes, em que as regras do jogo são executadas automaticamente de acordo com condições pré-determinadas, tem-se a substituição da burocracia pela “eficiência justa”.

Quatro Grandes Sacadas

Blockchain apresenta ao menos 4 grandes vitórias para a sustentabilidade

  1. Propriedade: De uma certidão de nascimento a um peixe ou floresta, o sistema blockchain possibilita certificar a existência e a propriedade de qualquer coisa que pode ser digitalizada. Por exemplo, um certificado que indique que uma comunidade possui uma floresta pode ser registrado no blockchain com uma data carimbada.

  2. Rastreabilidade: Recursos naturais e bens materiais podem ser rastreados ao longo de sua vida útil. Minerais, madeira, carne e soja podem ter suas pegadas ecológicas marcadas com sensores que registram impactos ambientais dos processos de fabricação. Os funcionários das alfândegas poderiam desta forma detectar partes de plantas ou animais que foram negociadas ilegalmente. Empresas já estão utilizando a tecnologia blockchain para melhorar a rastreabilidade. O Walmart, por exemplo, está rastreando sua cadeia de suprimentos de porco na China registrando informações (como a origem da fazenda e a temperatura de armazenamento) em sistemas blockchain. Em outro projeto piloto, conseguiu, por meio de blockchain, o tempo de rastreamento do trajeto de um produto da loja até a fazenda. As empresas também podem acompanhar a quantidade de água, energia ou matéria-prima utilizada. O impacto ambiental de empresas ou consumidores poderia ser registrado no sistema e comportamentos sustentáveis recompensados por meio de incentivos, como descontos fiscais ou um Cadastro Positivo para empresas de bom desempenho.

  3. Incentivos: Quase metade da população brasileira carece de serviços bancários. Sistemas blockchain poderiam permitir-lhes entrar na economia financeira: os bitcoins podem ser transferidos sem uma conta bancária. As comunidades que têm direitos sobre os recursos naturais podem receber pagamentos diretos em bitcoins para serviços ecossistêmicos ou para cumprir metas de conservação. Ecossistemas saudáveis poderiam substituir outras formas de armazenamento de capital, como o gado. Blockchain poderia garantir que o dinheiro para a conservação e desenvolvimento fosse usado como pretendido inicialmente. O dinheiro pode ser rastreado, anexado a um propósito específico, ter um prazo de validade ou ser liberado quando determinadas metas do projeto forem atendidas. Os fundos não podem ser desviados, dado que os intermediários são cortados.

  4. Elaboração de políticas: Sistemas blockchain serão disruptivos em todas as instituições, incluindo governos. Um registro público compartilhado e imutável de ativos e transações pode ajudar o público a responsabilizar os políticos. As autoridades não podem retirar ou forjar provas baseadas em blockchain.

O que vem depois?

A tecnologia Blockchain já está mexendo segmentos da economia. A sustentabilidade com certeza se tornará uma delas.

A REVER, juntamente com o parceiro internacional BSR, está desenvolvendo abordagens com Blockchain, a fim de criar um cadastro positivo de fornecedores e ampliar a sustentabilidade da cadeia de suprimentos, tornando-as mais transparentes e assegurando os direitos humanos dos envolvidos.


Cadastre-se para saber mais sobre o projeto!

Nome completo *
Nome completo